INAUGURAÇÃO DAS OBRAS NO HOSPITAL NELSON SALLES

No dia 05 de julho de 2018, quinta feira, aconteceu em Engenheiro Paulo de Frontin a Inauguração das Obras no Hospital Nelson Salles. O Conselho Municipal de Saúde de Paracambi se fez presente neste evento com a Carmen Susana de Melo Ribeiro e Edilson Machado. A Secretaria Municipal de Saúde de Paracambi por sua vez, marcou presença com Valéria Machado e Brianda Alfeld . Compareceu também representando a Câmara de Vereadores de Paracambi Dário Vinícius Carvalho Braga e Evandro Viana Superintendente do Turismo. Neste evento estiveram presentes o Prefeito de Paty dos Alferes e Seropédica, dentre outras autoridades locais. O evento terminou com uma salva de fogos e com um coquetel.

“VIVA AS FESTAS JUNINAS E JULINAS COM RESPONSABILIDADE SOCIAL É BEM MELHOR!”

REUNIÃO MESA DIRETORA DO CMS

Reuni-se no dia 12 de Junho de 2018 ás 17 horas nos anexos da Sala Executiva do CMS a Mesa Diretora para pautar a 59ª Reunião Ordinária do Conselho Municipal de saúde de Paracambi. Foi deliberada as seguintes pautas:

APRECIAÇÃO e VOTAÇÃO do PARECER da Comissão de Finanças da saúde.

APROVAÇÃO da CISTT e eleição dos seus componentes.

Eleição da Comissão de Monitoramento.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sentadas e área interna

 

NOMEAÇÕES & EXONERAÇÕES DO QUADRO DE CONSELHEIROS DE SAÚDE DE PARACAMBI

Foi deliberado em 58ª Reunião Ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Paracambi que aconteceu no dia 29 de Maio de 2018 as mudanças de acordo com o Regimento Interno e Lei Municipal de Paracambi Nº1.123 na composição do Conselho de Saúde, aprovado pela sua plenária.

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O 1º SEMINÁRIO TERAPIA RENAL SUBSTITUTIVA – HEMODIÁLISE

banner seminário hemodiálise FINAL

 

O Conselho Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, através do Grupo de Trabalho de Terapia Renal Substitutiva – Hemodiálise, convida os conselheiros e movimentos socais a participarem do 1º Seminário de Terapia Renal Substitutiva – Hemodiálise que será realizado no dia 12 de junho de 2018, no auditório do 11º andar da Secretaria Estadual de Saúde (SES), localizada à Rua México, 128, Centro, às 09:00hs. Os temas abordados neste seminário serão: Hemodiálise, Políticas Públicas, Convênios e Repasses de Verbas, Fiscalização das Clínicas  de Hemodiálise, Apresentação de um Instrumento de Visitação às Clínicas. A programação completa será disponibilizada em breve. As inscrições estarão abertas até o dia do evento e poderão ser efetuadas presencialmente. A ficha de inscrição está disponível AQUI  (após o preenchimento, enviar para conselho@saude.rj.gov.br).

CNS JÁ REALIZA AÇÕES RUMO À 16ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE

A 16ª Conferência Nacional de Saúde será o maior evento de participação social no Brasil. Organizado pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), o evento deve reunir mais de quatro mil pessoas em Brasília para traçar, de forma democrática, as diretrizes para as políticas públicas de saúde no país. Os participantes serão eleitos em etapas municipais, estaduais, territoriais e livres, obedecendo uma série de regras regimentais que garantam a diversidade da população brasileira.

O evento nacional está marcado para acontecer em julho de 2019, mas as atividades preparatórias já estão acontecendo na agenda do CNS, como a Semana da Saúde 2018, o Fórum Social Mundial, o 13º Congresso Rede Unida e o Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva (Abrasco). Além da sociedade em geral, as etapas da conferência devem contar com participação de conselheiros de saúde municipais, estaduais e nacionais, representantes de movimentos sociais e entidades do Brasil, seja em territórios urbanos ou rurais.

Entenda porque a conferência está sendo chamada de (8ª + 8 = 16ª)

Em um contexto de retrocessos das políticas sociais, a realização da conferência se faz ainda mais necessário como uma grande ação em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e da democracia.  A proposta temática para o evento é um resgate a memória da 8ª Conferência Nacional de Saúde, realizada em 1986, considerada histórica por ter sido um marco para a democracia participativa e para o SUS;

Por isso, trazemos a ideia de “8ª + 8 = 16ª”, já que a 8ª Conferência foi o primeiro evento de participação social na saúde, em âmbito nacional, aberto à sociedade. O resultado desse grande encontro da população brasileira em Brasília gerou as bases para a seção “Da Saúde” da Constituição Brasileira em 1988.

Segundo Ronald dos Santos, presidente do CNS, mais do que uma referência cronológica à 8ª Conferência, temos hoje, na ordem do dia, o tema e os eixos que ela apresentava naquela época. “Qual era o tema da 8ª? – Democracia e Saúde. Quais os eixos? – Saúde como direito; Consolidação do SUS; e Financiamento. Tudo o que estamos discutindo hoje! Que o processo da 8ª + 8 seja o resgate desses temas”, disse o presidente do CNS.

CONVITE PARA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CMS

COMUNICADO

A Secretaria Municipal de Paracambi, por causa da atual situação em que estamos atravessando, tomou as seguintes decisões com relação a assistência a saúde em Paracambi: Atualmente não dispomos mais de gasolina e temos 500 litros de diesel que abastece nossas vans e ambulâncias. Portanto fica SUSPENSO qualquer tipo de cirurgia eletiva ou transporte pra exames, que possam ser remarcados, para que possamos PRIORIZAR o atendimento aos pacientes de URGÊNCIA E EMERGÊNCIA, bem como os clientes que necessitam de transporte para tratamento de HEMODIALISE.
Contamos com o apoio e compreensão de todo para atravessamos esse momento der crise que atinge todo o território Nacional!

Iº FÓRUM MUNICIPAL DA SAÚDE MENTAL DE PARACAMBI

O Conselho Municipal de Saúde de Paracambi teve o prazer de participar, representado pelos Conselheiros Municipais de Saúde de Paracambi: Dra Carmen Susana de Melo Ribeiro, Helena Aparecida de Almeida Chagas, Hernani da Rosa Muger e o Secretário Executivo Edilson Machado, do Iº Fórum de Saúde Mental no dia 25 de maio de 2018, sexta-feira no Clube Municipal CASINO de Paracambi que teve como tema: “O CUIDADO SE DÁ EM LIBERDADE – FORTALECIMENTO DA REDE E OS DESAFIOS EM TEMPOS DE RETROCESSOS NAS POLÍTICAS DE SAÚDE MENTAL”. Estavam presentes também os Secretários Municipais: Diego Xavier (Saúde), Dr. Flávio (Governo), Magno (Institucional) e Jorge Luiz (Administração). O Vereador Dário Vinícios, Vicente (Presidente da APAE), Ilio Oliveira (Presidente da Associação Maluco Sonhador e Antonio Carlos (Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Municipais e também Conselheiro de Saúde de Paracambi). Iniciando os trabalhos do dia a Mesa foi formada, fazendo parte da mesma o Vice Presidente do CMS de Paracambi Ernani da Rosa Muger, representando a Presidente Dra. Carmen Susana de Melo Ribeiro que por motivos de trabalhos teve que se ausentar. A abertura solene do evento após serem executados os Hinos Nacional e Municipal, aconteceu com a participação do Coral Canta Deuzanir. As palestras foram sobre o “FORTALECIMENTO DA REDE DE CUIDADO” com Maria Luiza Silveira, Psicóloga e supervisora Clínica Institucional do CAPS II Vila Esperança. A segunda palestra foi com a Psicóloga Fabiana Castelo Valadares do IFRJ Campus Duque de Caxias, que falou sobre: O CUIDADO SE DÁ EM LIBERDADE. Também aconteceu o relato das experiências dos usuários, Familiares e Profissionais da Rede de Saúde Mental. Finalizando os trabalhos do dia teve a apresentação da Big Band Villa Lobos e Vila Jazz da Escola de Músicas Villa Lobos de Paracambi com a participação da Edja Maria de Andrade aluna da Escola de Músicas Villa Lobos e residente dos Serviços Residencial Terapêutico de Paracambi. Encerrando assim, do dia 18 à 25 de maio de 2018, a “SEMANA COMEMORATIVA AO DIA NACIONAL DA LUTA ANTIMANICOMIAL”.

SEMINÁRIO DE SAÚDE MENTAL NO CES/RJ

 Na última quarta-feira, o Conselho Estadual de Saúde, através das suas comissões de Saúde Mental, Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora e Educação Permanente, realizou na Secretaria Estadual de Saúde o 1º Seminário Saúde Mental em Tempo de Crise: O Impacto no Mundo do Trabalho. Em um auditório que contou com boa presença de participantes livres, profissionais de saúde e conselheiros, os palestrantes deram um show de conhecimento e informações, o que contemplou o público de uma maneira geral. A mesa de abertura foi composta por Francinete da Conceição, coordenadora da Comissão Intersetorial de Saúde Mental do CES/RJ, Francisco Saião (Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro), Tereza Cristina Abraão (COSEMS), Luiza Dantas, coordenadora da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, Miguel Jorge, coordenador da comissão de Educação Permanente para o Controle Social do CES/RJ, Eralda Ferreira da Silva, do Programa de Saúde do Trabalhador da SES/RJ e Francinere Barbosa Lima (Gerência de Saúde Mental da SES/RJ).

As palestras tiveram início com o Dr. Pedro Gabriel, do Instituto de Psiquiatria Universidade Federal do Rio de Janeiro- IPUB tendo a coordenação de Celso Vergne e Fernando Goulart. O tema foi “O avanço e o retrocesso: Saúde não se vende. Loucura não se prende”. Na segunda rodada, o tema “A correlação entre o Trabalho e o Adoecimento Mental dos Trabalhadores e Trabalhadoras” teve como palestrante o professor Paulo Pavão, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro-UERJ com a coordenação de Luiza Dantas.

No intervalo do almoço, os participantes confraternizaram com danças e música.

Dando continuidade ao seminário, já na parte da tarde, o professor Emerson Emerhy, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro- UFRJ discorreu sobre o tema Saúde Mental em Tempo de Crise, com a coordenação de Marinete de Paula e Fernando Goulart. As palestras foram encerradas com a participação do professor Paulo Amarante, do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial LAPS/ENSP- Fundação Oswaldo Cruz. O tema foi: “É Possível Sonhar um País para Todos: Ferramentas para a Saúde Mental em Tempo de Crise”, cuja coordenação da mesa ficou a cargo de Marinete de Paula. Ao final, o seminário contou com a apresentação do grupo musical Harmonia Enlouquece. Abaixo, algumas imagens do seminário e o link da transmissão ao vivo.

No YouTube:

DSC06818

DSC06820DSC06821